7/24/2009

Com o sorriso matreiro
do teu olhar provocador,
todo eu sou um braseiro
ardendo pelo teu amor.

8 comentários:

A rapariga que roubava livros disse...

Um banho com sabonete Arengos apaga temporalmente qualquer chama! :)

F. disse...

será?

Vitor Espadinha disse...

Costumam falarm mais os olhares do que as bocas, amigo Pedro, quando um homem se entrega à corte e à conquista da mulher amada... Pergunto-me é se não estará a usar da estratégia errada...

Anónimo disse...

pois mas o que interessa ao pedro não é a inês....

Anónimo disse...

Será a tua Inês uma rapariga que roubava livros?...

A rapariga que roubava livros disse...

Sinceramente? não!

A rapariga que roubava livros disse...

A Inês rouba corações!

Livros... não!

diana disse...

O coração é, só por si, um eterno braseiro.