7/07/2009

Eu vou foder estes gajos!
vou parir aquela merda toda. isto é um escândalo

2 comentários:

Andreia Cunha disse...

[Via spectrum]
Rui Faustino,

1º Tentei ligar-te para o telemóvel várias vezes. Mudaste de número? Não devolves chamadas? É suposto eu saber de uma dessas coisas? Liguei, ainda, para uma biblioteca. Fiquei a saber que sais às 17h30.

2º Não há nenhuma peça encenada baseada em alguma coisa que remotamente pudesse ser da tua autoria. Para tua informação não há nenhuma personagem "Pedro" nem nenhuma "Inês", nem sequer se baseia na tua demanda poética. São criações colectivas, improvisações, desconstruções de teatro.

3º Da mesma forma, não há nenhuma personagem chamada "Tatcher". As pichagens servem apenas de mote. São coisas escritas na rua. Não assinadas. São coisas públicas.

4º Tu sempre disseste que as pichagens não foram realizadas por ti. Logo, se se baseia em pichagens públicas não realizadas por ti, nem percebo porque raio te haveria de contactar.

Beijos,

F. disse...

Senhora Andreia Cunha:

Não minta!

Demais sabe a senhora gestora do Maria Matos que existe há vários meses um projecto artístico chamado "Pedro procura Inês"!

Se houvesse educação, a senhora que ainda gozou o pagode pela minha instalação poética no 25 de Abril tinha escrito e-mail ou comentário neste blog a informar-me precisamente do que se passa - tal como acabou de fazer!

Não me faça, sobretudo, de parvo! Queria que lhe confessasse a prática de crime punível por lei como é o caso do graffitti?