8/30/2009

Paragem em Boticas

Ainda antes de chegarmos ao Minho, fizemos uma pequena paragem em Boticas - obscuro município das terras de Trás-os-Montes. O sítio é pequeno e afunila-se na praça principal dominada por um cartaz eleitoral do leitãozinho de serviço psd. Por estas bandas não há candidatos bonitos, apenas com excesso de peso.

Dos 4 cafés apinhados no centro, nenhum servia "petiscos", apenas bolos rançosos. E se Boticas era uma miséria gastronómica! Apenas o "Marialva" se predispunha a fazer pregos, mas fomos tão rudemente atendidos pelo sr. "Marialva", que nos quedámos pelo café numa das mesas postas cá fora onde ainda se escutavam as notas soltas dos ensaios para o baile da noite.

Havia festa, mas não havia "petiscos"! Aliás, em todas as nossas viagens, tem sido geralmente assim: desilusão gastronómica atrás de desilusão gastronómica. Seguimos todavia com fome, mas informados pelas gordas do Jornal de Notícias. Por todo o Trás-os-Montes parecem existir apenas 2 jornais: o já referido JN e o Record... Pouco? Sim, mas ao contrário do habitual em Lisboa, até no mais biltre dos cafés se serve literatura à mesa.

1 comentário:

F. disse...

Anónimos:

blá, blá, blá