9/04/2009

Agora tens mais do que te queixar

Mark Deputter
director artístico(?!?) do Teatro Maria Matos:


Achei que "ameaça com arma" era pouco e eu quero mais, até porque a tua queixa-crime não tem grande sustentação... Seria então melhor dar-te uma ajuda. Depois desta adaptação do poema do Almada Negreiros, tu e os "Meninos do Maria Matos" já podem ir fazer mais queixinhas à policia. Ena! Mais queixinhas à polícia! Muitas mais. Agora podem queixar-se que te ameacei de morte: só pode, né? escrever "morra Deputter"... Vá Deputter, vai lá fazer queixinhas! Corre, anda, vai


Basta pum basta!

Uma geração, que consente deixar-se representar por um Deputter é uma geração que nunca o foi. É um coio d'indigentes, d'indígnos e de cegos! É uma resma de charlatões e de vendidos, e só pode partir abaixo de zero!

Abaixo a geração!

Morra o Deputter, morra! Pim!
Uma geração com um Deputter à proa é uma canoa em seco!
O Deputter é um cigano!
O Deputter é meio cigano!
O Deputter saberá gramática, saberá sintaxe, saberá medicina, saberá fazer ceias pra cardeais, saberá tudo menos escrever que é a única coisa que ele faz!

O Deputter pesca tanto de poesia que até faz sonetos com ligas de duquesas!
O Deputter é um habilidoso!
O Deputter veste-se mal!
O Deputter usa ceroulas de malha!
O Deputter especula e inocula os concubinos!
O Deputter é Mark!

Morra o Deputter, morra! Pim!

(...)

O Deputter nu é horroroso!
O Deputter cheira mal da boca!
Morra o Deputter, morra! Pim!
O Deputter é o escárnio da consciência!
Se o Deputter é português eu quero ser espanhol!
O Deputter é a vergonha da intelectualidade portuguesa! O Deputter é a meta da decadência mental!
E ainda há quem lhe estenda a mão!
E quem lhe lave a roupa!
E quem tenha dó do Deputter!

(...)

Morra o Deputter, morra! Pim!

Portugal que com todos estes senhores conseguiu a classificação do país mais atrasado da Europa e de todo o Mundo! O país mais selvagam de todas as Áfricas! O exílio dos degredados e dos indiferentes! A África reclusa dos europeus! O entulho das desvantagens e dos sobejos! Portugal há-de abrir os olhos um dia - se é que a sua cegueira não é incurável e então gritará comigo, a meu lado, a necessidade que Portugal tem de ser qualquer coisa de asseado!

Morra o Deputter! Morra! Pim!

5 comentários:

Anónimo disse...

Honestamente, não percebo qual é a tua! Em vez de amenizar a coisa, ainda a incendeias mais!!! Deves gostar de atritos, certo? Pensei que o teu grande objectivo era encontrar a Inês, mas está visto que te gostas de perder por caminhos menos interessantes!!!
Por muita razão que tenhas, acho que já está na hora de parar!!! Já toda a gente sabe que te usurparam a ideia... Todos achamos isso feio e todos sabemos que é uma mega injustiça! Agora, se queres avançar com queixas, fá-las da forma correcta e no sítio apropriado!
Eis o meu conselho!!!

Quando comecei a ler este blogue, achei que ia aprender algo sobre o amor, mas vejo mais ódio e raiva do que AMOR!!! Pena teres perdido o objectivo do blogue... Deves estar cansado da missão que dizias levar até ao fim!!!

Anónimo disse...

o que é que aconteceu a este blog?!

Anónimo disse...

Psssst...! Isto não é uma "adaptação" do poema do Almada, é uma cópia com a mudança do nome do Júlio Dantas! Porra, é que nem nisto tu mostras algum saber ou inteligência...
E essa do «Vá Deputter, vai lá fazer queixinhas! Corre, anda, vai» também não deixa dúvidas em relação ao teu nível mental.

Venâncio procura Ernestina

Arménio Nunes disse...

boa ideia, assim passas a bola ao adversário: eu sou Culto, esgrime lá esta, e etc

D'Artagnan, com um salto ágil, entrincheira-se atrás do balcão.

( é sempre mais ajuizado observar a comédia humana do ponto de vista do fogueiro, porque ainda por cima pagan-nos para isso. - Jean Coquetel, "O Barman e seus princípios" p. 23, Editorial Baco 1959, Braga

F. disse...

Anónimos:

NÃO TENHO O MÍNIMO DESEJO DE ME DEDICAR À EXPLORAÇÃO ARTÍSTICA D' "OS MENINOS DO MARIA MATOS"...

ACONTECE QUE "OS MENINOS DO MARIA MATOS", POR VINGANÇA E PERSEGUIÇÃO, RESOLVERAM APRESENTAR UMA QEUIXA-CRIME CONTRA MIM.

ESTOU CONSTITUIDO ARGUIDO. ISSO NÃO É BRINCADEIRA!

QUEREM QUE ME CALE COM ESTA ESTÓRIA? FALEM COM O DEPUTTER!

ELE A MIM NUNCA ME QUIS RECEBER. TALVEZ A VOCÊS, ANÓNIMOS, SEJA CAPAZ DE ESCUTAR.

ENQUANTO HOUVER UMA QUEIXA-CRIME PENDENTE SOBRE MIM, RECEIO QUE NÃO VOU TER PAZ DE ESPÍRITO PARA PODER ESCREVER MAUS VERSOS À INÊS