5/06/2010

Viagem

Viajo pelos teus beijos,
São milhas sempre a somar,
Não levo outros desejos
senão o de te encontrar.


Por estradas do meu devir,
Por rotas dos meu querer,
Não conheço outro luzir:
És eterno amanhecer.


Foi o Destino traçado
Por astros sempre a rodar...
Mentira não se conhece


Lida no Céu revelado,
Mas jamais amanhece...
É eterno o viajar.

2 comentários:

Antonio Lains Galamba disse...

vi a ines e o bife na feira do livro!

o Pedro que procura Inês disse...

O quÊEEE?!?!?!