6/09/2009

LIVRE PARTILHA

"as Origens do drama" - como já expliquei - é a narrativa metafórica da minha relação com a Inês que procuro. Ontem publiquei o último "capítulo" do Conto.

Conto também que, se assim alguém o desejar, reproduza, leia e até faça circular o Conto. Não se cobram direitos autorais e a história é bem disposta.

Em breve publicarei por fascículos, neste blog, o Conto "Eu fui uma prostituta lírica" - narrativa metafórica das razões não literárias porque perdi eu Inês.

Todo este tempo foi apenas o da maturação da crisálida.

Assina:
Rui Faustino
(o Pedro que procura Inês)

5 comentários:

Rute disse...

A tua escrita tem as mesmas características da tua personalidade:
criativa, sim, mas sem profundidade. Talvez um dia amadureças. Talvez um dia Inês regresse para os teus braços

F. disse...

Talvez um dia a Rute saia do armário e assuma a sua verdadeira identidade, pois Rute nunca conheci alguma sequer, mas Inês também não serás!

Esses teus joguinhos psicológicos conduzem a nada. Um destes dias ainda descubro que és tu, João!

urbanismo disse...

*prostituta
faltata-te um T

A rapariga que roubava livros disse...

Não será a Rute uma Inês disfarçada?

F. disse...

Urbanismo:

Já corrigi. Obrigado! Por vezes escapam-nos gralhas.

António:

Muito tenho eu de falar contigo!