8/18/2009

sigo para Miranda do Douro

Tenho um arco-íris na alma
E rios choram cantando,
Tempestade que acalma
A saudade desaguando.